Lido: “Coração assombrado, biografia de S. King” – Lisa Rogak

DSCF6537

Devo ter lido umas três ou quatro biografias até o momento, contando com essa. E quando leio um livro desse tipo, é porque realmente a vida da pessoa me interessa. E a curiosidade que tenho com Stephen King vai além dos seus livros.

 

 

Continuar lendo

Lido: “Monstros fora do armário”, de Flavio Torres

DSCF6333

Quando comecei a ler os contos que compõem o livro do Flavio, não estava me importando muito com que tipo de monstro ia me deparar. Achei que estaria preparada, da forma como fosse. Ledo engano. Doze contos, 93 páginas, textos curtos em grande maioria. E, em cada um deles, um monstro trazido direto da realidade. Ou mais de um.

Continuar lendo

Esvaziando as estantes, um pouquinho a cada dia

b5dc8-dscf2697

Alguns desses livros eu não tenho mais. =)

Ao ler este texto me lembrei de mim mesma um tempinho atrás. Nunca tivemos muitos livros em casa. Sempre fui acostumada a pegar livros em bibliotecas e sempre gostei desse ritual: ir até lá, ler vários, escolher alguns, preencher a ficha, ler em casa, depois devolver, podendo pegar outros depois. Às vezes queria levar mais, só que não podia. Quantas vezes deixei o livro que eu queria pegar futuramente meio escondidinho em uma prateleira mais pra cima, só pra ter certeza de que estaria ali quando eu voltasse? Olha eu, confessando meus crimes de leitora! =)

Continuar lendo

Últimas leituras de 2014 e os que mais marcaram

Estava com preguiça de fazer esse post, mas deixa eu acertar as contas com 2014 de uma vez por todas, rs.

Primeiro, os livros que li em novembro e dezembro. O último, Pretérito Imperfeito, não está no Skoob ainda porque ainda não saiu seu ISBN. Mas não tinha como deixar de colocar aqui…

Continuar lendo

Lido: “Seda”, de Alessandro Baricco

sedaEste foi o livro escolhido para começar o ano. Faz parte do Desafio Literário Skoob 2015, com o tema “novo”: o último que ganhou, comprou, trocou etc. Seda foi o último que chegou de uma troca feita no PLUS do Skoob. Tinha muita vontade de lê-lo, ainda mais depois de ter lido Sem Sangue, outro do autor, do qual gostei bastante.

Continuar lendo